O Brasil atingiu esta quarta-feira a final da Taça das Confederações ao bater o Uruguai por 2-1, com golos de Fred e Paulinho.

No novo Mineirão a abarrotar com 60 mil pessoas, o Uruguai não se amedrontou e entrou personalizado frente à equipa da casa e dispôs mesmo da primeira oportunidade de golo. David Luiz cometeu falta na grande área, mas Forlán permitiu a defesa a Júlio César na marcação do pénalti.

O Uruguai não marcou mas continuou melhor e Forlán voltou a estar perto do golo aos 29’, comum remate de pé esquerdo que passou muito perto do poste brasileiro.

Com o jogo a encaminhar-se para o intervalo, o Brasil chegou à vantagem pelo goleador Fred. Depois de mais uma boa iniciativa de Neymar, Fred surgiu no centro da área e com um toque subtil bateu Muslera e fez o 1-0.

Se o Brasil marcou à beira do intervalo, o Uruguai repôs a justiça no marcador três minutos depois do recomeço: na sequência de um lance de insistência, Cavani foi mais lesto e num remate cruzado fez o empate.

O jogo seguiu numa toada equilibrada e o Uruguai sempre a criar grandes dificuldades aos brasileiros nas saídas para o ataque. O tridente Cavani, Suarez, Forlán não deu descanso a Scolari.

Contudo, a quatro minutos do fim, a sorte sorriu ao Brasil, que chegou ao 2-1 por Paulinho, a marcar de cabeça ao segundo poste na sequência de um canto.

O Brasil consegue uma vitória sofrida frente ao Uruguai mas alcança a final da Taça das Confederações, onde vai encontrar Espanha ou Itália.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.