O anfitrião Brasil, do ex-selecionador português de futebol Luiz Felipe Scolari, e a Espanha discutem hoje no mítico Maracanã a esperada final da nona Taça das Confederações em futebol, ambos em busca do seu “tetra”.

Num aperitivo do que poderá ser a final do Mundial20014, a formação “canarinha” tenta o quarto título na prova, enquanto os espanhóis procuram juntar o troféu aos europeus de 2008 e 2012 e ao Mundial de 2010.

A formação brasileira tem a seu favor o fator casa e mais um dia de descanso, enquanto os campeões do Mundo “ganham” na experiência e num “onze” bem mais entrosado, muito à custa de uma maioria de jogadores do FC Barcelona.

Vencedor da prova em 1997 (6-0 à Austrália, na final) e nas duas últimas edições (4-1 à Argentina, em 2005, e 3-2 aos Estados Unidos, em 2009), o Brasil, também finalista em 1999 (3-4 com o anfitrião México), está a um passo de iniciar da melhor forma a segunda “era” Scolari, que arrancou no final de 2012.

Por seu lado, a Espanha procura somar uma quarta vitória consecutiva em finais: venceu, sem sofrer golos, a Alemanha (1-0), no Euro2008, a Holanda (1-0, após prolongamento), no Mundial2010, e a Itália (4-0), no Euro2012.

Os brasileiros ganharam os quatro jogos na prova e só perderam o primeiro jogo da segunda “era” Scolari (1-2 em Inglaterra, a 06 de fevereiro de 2013), enquanto a Espanha soma 29 jogos oficiais consecutivos sem perder (24 vitórias e cinco empates), desde o 0-1 com a Suíça a abrir o Mundial2010.

O encontro entre o Brasil e a Espanha está marcado para as 19:00 locais (23:00 em Lisboa) de domingo, no Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro, com arbitragem do holandês Bjorn Kuipers.

Antes, pelas 13:00 locais (17:00 em Lisboa), na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Uruguai, do benfiquista Maxi Pereira, discute o “bronze” com a Itália.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.