Pizzi, que saltou do banco ao intervalo para o lugar de Bernardo Silva, mostrou-se bastante satisfeito com o triunfo de Portugal sobre a Nova Zelândia, resultado esse que leva a equipa das quinas para as meias-finais da Taça das Confederações no primeiro lugar do Grupo A.

“Foi um resultado bom para nós. Era isto que queríamos, vencer e ficar em primeiro lugar, os jogadores fizeram um bom trabalho. Agora é descansar e prepararmos o próximo jogo e chegarmos à final”, disse o médio do Benfica, em declarações à RTP.

O próximo adversário da formação lusa ainda não é conhecido, mas Pizzi garante que, venha quem vier – Alemanha ou Chile – a equipa vai encarar esse duelo da mesma forma.

“É difícil escolher entre Alemanha ou Chile, são duas equipas com jogadores de grande qualidade, de nível mundial. Estamos preparados para defrontar qualquer adversário. O mais importante agora é descansarmos”, referiu o internacional português.

Pizzi confessou estar feliz por poder representar o seu país, de tal forma que abdicou da lua de mel para poder estar na Rússia. E diz não estar arrependido.

“Se compensa adiar a lua de mel? Estar com a seleção compensa tudo, representar Portugal é um orgulho. Sinto-me muito feliz por estar aqui, agora é descansar e preparar o próximo jogo e, se possível, estarmos na final”, rematou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.