A direção do Sport Clube Vianense anunciou hoje uma assembleia-geral extraordinária na sequência da hasta pública lançada por uma instituição bancária que reclama o pagamento de um empréstimo, em atraso, que ronda os 300 mil euros.

Em comunicado, a direção do clube de Viana do Castelo não adiantou a data da reunião, mas garantiu que se vai realizar a "curto prazo", face à alienação de vários imóveis do clube, marcada para 23 de fevereiro, às 14:00.

"Esta e outras situações igualmente preocupantes serão pormenorizadamente relatadas. Serão ainda apresentadas propostas de solução para as ultrapassar”, lê-se naquela nota em que a direção do clube apela à participação "massiva" dos sócios.

Os atuais dirigentes do clube centenário, eleitos em outubro de 2015, esclarecem que este processo "interposto pela Caixa de Crédito Agrícola, que culminou na penhora e agora execução de imóveis, decorre do não cumprimento das condições do empréstimo contraído pelo clube junto daquela instituição bancária”.

Em causa está um empréstimo de 300 mil euros (acrescido de juros), contraído pela direção do Vianense em 2010, "para reestruturação de dívidas", mas cujas prestações mensais, devido às conhecidas dificuldades financeiras do clube de Viana do Castelo, estão em atraso desde novembro de 2014.

Além daquele empréstimo, "em agosto de 2012" foi contraído outro de "26 mil euros", para "fundo de maneio". "A dívida total, incluindo capital, prestações em atraso e juros de mora, ascendia, em novembro de 2014 a 328.946 euros", explicou.

A direção do Vianense adiantou que quando tomou posse, a 22 de outubro de 2015, "os imóveis em causa estavam já penhorados, e as prestações em atraso totalizavam já 11 meses”.

O clube garante que "tudo tem feito para encontrar soluções, apresentando propostas concretas e fundamentadas, quer junto do credor, quer de outras entidades públicas e particulares, mas, dado os valores em questão e a imagem pública seriamente afetada do Vianense, não têm tido a aceitação que a situação exige".

De acordo com o edital da hasta pública, consultado pela agência Lusa, a alienação vai realizar-se através de proposta em carta fechada, e inclui a sede do clube, o estádio Doutor José de Matos e uma casa situada junto àquele complexo desportivo.

A sede, situada em pleno centro de Viana do Castelo tem um valor base para venda superior a 570 mil euros, o estádio atinge mais de 2,4 milhões euros, e à habitação foi fixado um valor mínimo para venda de 29.750 euros.

O Sport Clube Vianense, que completa em março 118 anos de existência, é um dos mais antigos do país. Milita no Campeonato de Portugal, no qual ocupa o oitavo lugar com nove pontos.

A equipa sénior defrontou, em outubro de 2015, o Benfica para Taça de Portugal de futebol, tendo perdido por 2-1.

Fundado em 1898, o Sport Clube Vianense é o maior clube desportivo do concelho de Viana do Castelo e já conquistou cerca de duas dezenas de títulos no futebol, modalidade em que disputa vários campeonatos, incluindo nacionais, nos diferentes escalões etárias.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.