O Athletic Bilbau eliminou hoje o FC Barcelona da Taça de Espanha de futebol, ao bater em casa os catalães por 3-2, após prolongamento, avançando para os quartos de final da competição.

Numa reedição da final de 2020/21, que pendeu para o ‘Barça’, a formação basca esteve melhor e acabou por impor essa justiça no tempo extra, graças ao segundo tento de Iker Muniain, de penálti, aos 105+1 minutos, a castigar bola no braço de Jordi Alba.

No tempo regulamentar, um ‘endiabrado’ Nico Williams encontrou Iker Muniain na área, com o extremo a abrir a contagem para a equipa da casa logo aos dois minutos, com um remate em arco.

Aos 20 minutos, o reforço Ferrán Torres, a fazer o segundo jogo pelos ‘culés’, abriu a sua conta pessoal no clube da melhor forma, com outro remate colocado e em arco, repondo uma igualdade só desfeita já perto do fim, aos 86, quando Piqué falhou o alívio e Iñigo Martínez fez o 2-1.

Sem baixar os braços, a formação liderada por Xavi viu a persistência recompensada com um golo de Pedri, aos 90+3 minutos, após um passe acrobático do veterano brasileiro Dani Alves, forçando o prolongamento.

Nos 30 minutos adicionais, o penálti de Muniain acabou por ser decisivo para o apuramento do Athletic, a segunda equipa com mais troféus (23), contra 31 do FC Barcelona.

O dia de hoje concluiu os ‘oitavos’ da Taça do Rei, com o Real Madrid a seguir em frente, também após prolongamento, após eliminar o Elche (2-1), para configurar uns quartos de final apenas com clubes primodivisionários.

Real Madrid, que soma 19 vitórias na competição e não vence desde 2013/14, e Athletic juntam-se a Betis, Real Sociedad, Valência, Rayo Vallecano, Cádiz e Maiorca entre os oito ‘resistentes’ da competição.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.