O inglês Gary Neville assegurou hoje não estar a ponderar abandonar o comando técnico do Valência, depois de ter visto a sua equipa ser esmagada por 7-0 pelo Barcelona nas meias-finais da Taça do Rei.

"Se pretendo apresentar a demissão? Não, não penso em demitir-me. Esta foi uma das experiências mais duras que vivi. Quando perdes a bola a vinte ou trinta metros do guarda-redes três ou quatro vezes és castigado. Cometemos erros graves toda a noite. Depois, quando ficamos dez jogadores tudo ficou diferente. Onze contra onze cometemos erros parvos que não podemos fazer contra uma equipa desta qualidade", afirmou o treinador inglês à imprensa espanhola.

O sucessor de Nuno Espírito Santo na equipa 'ché' continua sem colocar o Valência nos eixos, somando apenas quatro vitórias, seis empates e cinco derrotas em 15 jogos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.