Um dia depois da conquista da Libertadores, o Flamengo foi recebido em apoteose no centro do Rio de Janeiro, por cerca de dois milhões e meio de adeptos (dados da polícia militar).

Durante horas, os festejos decorreram sem sobressaltos, com os jogadores e o técnico Jorge Jesus a serem saudados efusivamente pela multidão enquanto desfilavam num autocarro descapotável, desde a igreja da Candelária até ao monumento Zumbi dos Palmares, pela avenida Presidente Vargas.

O treinador português foi um dos reis da festa: cantou, dançou e viu o seu nome gritado em diversos momentos pelos adeptos da equipa carioca.

O clima de festa foi abruptamente interrompido cerca das 16h30 locais (mais três horas em Portugal continental), na sequência de confrontos entre a polícia e os adeptos do ‘Fla’, com pedras, garrafas de cervejas e outros objetos a serem arremessados contra as autoridades.

Veja as imagens da festa

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.