O Flamengo-Grêmio (madrugada desta quinta-feira em Portugal) promete parar a cidade de Rio de Janeiro. Os dois emblemas lutam por uma vaga na final da Taça Libertadores, num encontro onde o 'Mengão' está em vantagem, depois do empate com golos (1-1) na primeira-mão.

Este encontro é considerado de alto risco e terá um esquema de segurança nunca antes visto no Brasil em jogos de clubes: estão destacados 800 políticas militares para o Maracanã, onde são esperados mais de 62 mil espetadores. De acordo com o Batalhão Especial de Policiamento em Estádios, as medidas de segurança são mais apertadas que em jogos do Brasileirão ou outros encontros da Libertadores e apenas comparáveis as dos Mundial2014.

Haverá vários pontos de bloqueio para verificação de bilhetes, as ruas estarão fechadas horas antes e depois do começo do jogo.

Para o jogo de quarta-feira no Brasil (madrugada de quinta em Portugal), Jorge Jesus, treinador do Flamengo, deverá ter Rafinha e Arrascaeta, jogadores que já trabalham com a equipa, após recuperarem de lesões.

Jorge Jesus entrará em campo já sabendo do adversário da final, caso seja apurado. Na outra meia-final, o Boca Juniors recebe o River Plate na Bombonera, depois de vencer na primeira-mão por 2-0. Se o Flamengo se apurar, Jesus já que sabe que vai enfrentar um dos seus ex-jogadores: Enzo Perez, em caso de apuramento do River Plate, Salvio, se for o Boca a passar à final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.