A polícia espanhola deportou para a Argentina, Maxi Mazzaro um dos cabecilhas dos ultras do Boca Juniors, que foi detetado na noite desta quarta-feira em Madrid. O adepto já está a caminho do país da América do Sul.

Segundo a EFE, as forças policiais conseguiram detetar Mazzara, no aeroporto em Barajas, através do dispositivo de segurança que foi posto em marcha para garantir a segurança da segunda mão da final da Libertadores entre Boca Juniors e River Plate, que se realiza no próximo domingo no estádio Santiago Bernabéu.

O líder dos ultras foi detetado na quarta-feira à noite na capital espanhola e já foi deportado para a Argentina. De acordo com a Polícia, trata-se de um adepto "significativamente perigoso" e que conta com vários antecedentes criminais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.