O Flamengo, de Jorge Jesus, iniciou na quarta-feira com um triunfo a defesa do título na Taça Libertadores em futebol, ao vencer por 2-1 no reduto dos colombianos do Junior Barranquilla, em jogo do Grupo A.

Um ‘bis’ Éverton Ribeiro, que marcou aos sete minutos, assistido por De Arrascaeta, e aos 79, após um passe de Michael, que substituíra o uruguaio, selou o sofrido triunfo, que a formação da casa chegou a colocar em causa.

Em noite ‘não’, Gabriel Barbosa desperdiçou ocasiões para ‘acabar’ com o jogo mais cedo, aos 52, 53 e 65 minutos, mas o Junior também podia ter chegado várias vezes ao empate, nomeadamente pelo ex-‘leão’ Téo Guttiérrez, que falhou aos 45 e 59 e acabou por marcar na última jogada do encontro, aos 90+5.

O conjunto do treinador português acabou, porém, por prevalecer e somar os três pontos, igualando na liderança do agrupamento o Independiente del Valle, que, antes, ganhou fora o duelo equatoriano com o Barcelona de Guayaquil por claros 3-0.

O panamiano Gabriel Torres inaugurou o marcador, aos 55 minutos, e, depois da expulsão do local Mario Pineida, aos 81, os argentinos Christian Ortiz, aos 87, e Cristian Pellerano, aos 90+5, de grande penalidade, sentenciaram.

Na terça-feira, o Santos, de Jesualdo Ferreira, também entrou da melhor forma, ao vencer no reduto dos argentinos do Defensa y Justicia, de Hernan Crespo, por 2-1, com tentos dos suplentes Jobson, aos 72 minutos, e Kaio Jorge, aos 86, depois de Juan Rodríguez adiantar os locais, aos 45+1 minutos.

O ‘peixe’ lidera isolado o Grupo G, já que, no Equador, o Delfin empatou a um na receção ao Olímpia Assunção. Os paraguaios adiantaram-se, num autogolo de Luis Canga, aos cinco minutos, e os locais empataram aos 69, pelo uruguaio Martin Alaniz.

Nos outros jogos de quarta-feira, destaque para os equatorianos do Liga de Quito, que bateram em casa o vice-campeão em título River Plate, muito desfalcado a pensar na decisão do campeonato argentino, por inapeláveis 3-0.

Franklin Guerra, aos 15 minutos, Martínez Borja, aos 36, e Junior Sornoza, aos 76, de penálti, selaram o triunfo dos campeões de 2008, perante um conjunto de Marcelo Gallardo que acabou com 10, por expulsão do guarda-redes Enrique Bologna, aos 71.

No Grupo D, o outro encontro, entre os peruanos do Binacional e o São Paulo disputa-se hoje, com os brasileiros a tentarem manter o pleno do país da primeira jornada.

Além do Flamengo e do Santos, também venceram os dois clubes de Porto Alegre, o Internacional (3-0 ao Universidad Católica, com dois golos e uma assistência de Paolo Guerrero) e o Grêmio (2-0 no reduto do América Cali), que lideram o Grupo E.

Ainda na terça-feira, o Athletico Paranaense superou em casa o Peñarol por 1-0, no Grupo C, no qual ‘mandam’ os bolivianos do Jorge Wilstermann (2-0 ao Colo Colo).

Já na quarta-feira, o Palmeiras bateu fora os argentinos do Tigres por 2-0, com tentos de Luiz Adriano e Willian, e lidera o Grupo B a par do Guarani, do Paraguai, que venceu em casa o Bolívar pelo mesmo resultado.

O paraguaio Óscar Cardozo, melhor marcador estrangeiro da história do Benfica, também já faturou, o segundo golo no triunfo do Libertad na Colômbia, face ao Independiente Medellín, por 2-1. No outro jogo do Grupo H, o Boca Juniors empatou 1-1 em Caracas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.