A Roma, de Paulo Fonseca, viu-se eliminada nos oitavos de final da Taça de Itália ao perder em casa com o Spezia, por 2-4, após prolongamento, depois de um 2-2 no tempo regulamentar e, no final da partida, o treinador português foi questionado sobre se se sentia sob pressão, visto ter-se tratado do terceiro jogo seguido do conjunto da capital italiana sem conhecer o sabor da vitória.

"Estou em discussão desde o primeiro dia em que cheguei", começou por afirmar o técnico luso, a cumprir a sua segunda temporada ao leme dos 'giallorossi', depois de na primeira época ter levado o clube até ao quinto lugar.

Paulo Fonseca sublinhou, de seguida, que apesar dos últimos resultados não terem sido os melhores (além da eliminação com o Spezia, a Roma viu-se goleada pela rival Lázio e empatou na receção ao Inter), a temporada está a corresponder às expectativas. "Estamos na posição em que queremos na Serie A e confio na equipa. Sempre que não ganho sou confrontado com essas perguntas. Apenas tenho de continuar a fazer o meu trabalho", frisou o técnico de 47 anos.

Atual quarta classificada da Serie A, em igualdade com o terceiro classificado, o Nápoles, e a nove pontos do líder, o AC Milan, a Roma volta a entrar em campo domingo, curiosamente em nova receção ao Spezia, desta feita em partida a contar para a 19ª jornada da Liga italiana.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.