A vitória da Albânia frente a Portugal, em jogo de apuramento para o Europeu de futebol de 2016, é destacada hoje em toda a imprensa do país e motivou até declarações do primeiro-ministro, Edi Rama.

Na sua conta no Twitter, o primeiro-ministro albanês agradeceu aos jogadores que “fizeram história” e permitiram que o mundo “fale bem da Albânia” algo a que o país “está pouco habituado”.

“O mais engraçado é que eles [os jogadores da Albânia] pareciam discípulos de Mourinho na pátria dele. Portugal atacava e nós ganhámos, Portugal rematava e nós ganhámos os pontos”, escreveu Edi Rama, na rede social.

O diário desportivo Gazete e Sportit titula “Histórico, a Albânia vence Portugal, equipa em delírio”, numa crónica ilustrada com uma foto de Bekim Balaj a festejar o golo apontado aos 52 minutos, no estádio de Aveiro.

“Uma Albânia monumental torna-se num pesadelo para os portugueses” é o título do Panorama Sport, que atribui a vitória ao guarda-redes Berisha e a uma defesa que foi capaz “de fazer frente ao ataque português”.

Em declarações ao canal televisivo Supersport, o presidente da federação albanesa de futebol, Armando Duka, admitiu que antes do encontro pensava que um empate era já um bom resultado.

“Não acreditava na possibilidade de vencer. Conformava-me com um empate”, disse Armando Duka.

Após a derrota com a Albânia, Portugal ocupa a última posição do Grupo I, que integra também as seleções da Dinamarca, da Arménia, e da Sérvia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.