Uma primeira parte desastrosa, com três golos sofridos em 45 minutos, atirou Portugal para fora do Euro sub-21. Os comandados de Rui Jorge perderam no Municipal de Chaves com a Polónia por 3-1, depois de terem ganho fora por 1-0. Além de falharem a fase final do Europeu de futebol de sub-21, Portugal fica também fora dos Jogos Olímpicos de 2020. A eliminação é o culminar de uma qualificação sempre a sofrer, onde o enorme talento dos jogadores não foi potenciado. Desde 2013 que Portugal não falhava uma fase final de um Euro de sub-21.

Veja as melhores imagens do jogo

A primeira parte terá sido dos piores dos sub-21 de Portugal, desde que Rui Jorge comanda esta seleção (2011). A equipa era a mesma que tinha vencido esta Polónia na sexta-feira, pelo que não havia necessidade de mudar. Mas entre a formação que se colocou em boa posição para seguir em frente, após uma exibição segura e madura, e que se evidenciou em Chaves, a diferença era enorme.

A apatia defensiva, falta de pressão, desinspiração ofensiva eram tão gritantes que os 3-0 ao intervalo nem eram assim tão escandalosos. É verdade que os polacos marcaram nos três remates que fizeram à baliza de Joel Pereira mas Portugal nada tinha feito para justificar outro resultado.

Aos oito minutos já os polacos venciam por 2-0, nos dois primeiros remates do jogo, ambos de cabeça: primeiro por Bielik, a cabecear sozinho após canto aos seis minutos. Depois Kownacki, em novo desvio de cabeça após centro na direita do ataque, num lance onde foi dado muito espaço para o centro. Pior ficou aos 34 quando ZSzymanski apareceu no interior da área a desviar para os 3-0, num lance onde João Gonçalves coloca em jogo o jogador que fez o centro.

Play-off de sub-21: Portugal - Polónia
Play-off de sub-21: Portugal - Polónia créditos: Lusa

Entre o segundo e terceiro golos polacos, houve espaço para João Félix desperdiçar a única oportunidade de Portugal nos primeiros 45 minutos.

No banco, Rui Jorge ia abanando a cabeça, incrédulo com o que assistia. Tentou 'agitar as águas' com a entrada de Rafael Leão no lugar de João Gonçalves aos 37 minutos. No segundo tempo era preciso um milagre para dar a volta a situação e colocar Portugal na fase final do Euro2019.

No segundo tempo, como era óbvio, a resposta portuguesa veio ao de cima, com a criação de muitas oportunidades de golo. Já a Polónia limitava-se a defender, com 10 homens atrás da linha da bola, acantonados perto da sua área.

Rui Jorge deve ter dado um valente 'raspanete' aos jogadores porque a atitude no segundo tempo foi diferente, com muitas op ortunidades mas também muitos falhanços. Em lances que se pedia remates de primeira na área, os jogadores optavam por dominar e perder tempo de remate. André Horta foi o primeiro aos 47 minutos, num remate que o guarda-redes Grabara defendeu para a frente. Aos 50, nova defesa do guarda-redes polaco a remate de João Gonçalves. Na recarga, Rafael Leão atrapalhou um colega que ia recargar para golo, perdendo-se assim uma boa oportunidade.

Portugal, que vinha a desperdiçar cruzamentos para a área, onde o pequenino Diogo Jota lutava com os 'calmeirões' polacos (isso quando o cruzamento não ia logo para fora, como aconteceu algumas vezes com Yuri Ribeiro), vai reduzir exatamente num lance desses, com o capitão luso a desviar ao primeiro poste, aos 52, após centro de Diogo Gonçalves.

Aos 59 e 60 Diogo Gonçalves desperdiçou duas grandes oportunidades: no primeiro, em vez de rematar de primeira dentro da área, resolveu dominar antes mas, quando rematou, já tinha um adversário em cima dele. No segundo, tinha tudo para marcar também para marcar mas, após centro de João Félix, rematou ao poste. Já com Xadas no lugar de Gedson Fernandes, Diogo Jota voltou a desperdiçar mais uma oportunidade, numa altura em que a Polónia não conseguia sair da sua área.

Play-off de sub-21: Portugal - Polónia
Play-off de sub-21: Portugal - Polónia créditos: © 2018 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

Nos últimos 10 minutos, já com Heriberto no lugar de André Horta, Portugal não criou qualquer oportunidade de golo. Os polacos foram, aos poucos, subindo no terreno, queimando tempo até ao apito final. Só aos 85 minutos, Rui Jorge ordenou a subida de um central à área, na tentativa de tirar partido do jogo aéreo. A maior parte dos jogadores estiveram bem abaixo do esperado, como foram os casos de João Félix, André Horta, Rafael Leão e Diogo Jota.

A não qualificação para a fase final do Euro de sub-21 é o culminar de uma fase de apuramento sofrível, onde só na derradeira jornada Portugal conseguiu ser um dos quatro melhores segundos colocados dos nove grupos, depois de terminar atrás da Roménia com 22 pontos em 10 jogos (sete vitórias, um empate e duas derrotas).

A Polónia junta-se na fase final a Itália (coanfitriã), Croácia, Espanha, Dinamarca, Inglaterra, Alemanha, Bélgica, Sérvia, Roménia, França e ao vencedor do ‘play-off’ entre Grécia e Áustria. O sorteio da fase final, que se realiza em Itália e São Marino, de 16 a 30 de maio de 2019, está marcado para sexta-feira, em Bolonha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.