Ex-selecionador nacional não esconde a mágoa pelas declarações de Cristiano Ronaldo, em que o avançado português qualificou a atitude de Queiroz «muito boa», numa resposta irónica, depois de saber que o treinador português iria votar no avançado argentino.

«Não devo nada ao Cristiano Ronaldo, nem ele a mim. A única coisa que importa dizer é que eu sei, e ele sabe, aquilo que na sua vida profissional e privada eu fiz por ele. E para mim é o quanto basta», afirmou Carlos Queiroz, esta sexta-feira, em declarações à Rádio Renascença.

«No Irão quem vai votar são os treinadores dos clubes da I Liga. A votação ainda nem começou», para comprovar que não poderia ter votado no argentino.

Carlos Queiroz diz ainda que Ronaldo devia ter mais respeito pelas pessoas que o ajudaram na carreira.

«Se depois de tudo o que aconteceu, as pessoas têm maior sentido de respeito ou gratidão, é uma condicionante que tem a ver com a nossa formação», revelou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.