O selecionador da Suécia, Peter Gerhardsson, admitiu hoje que as bolas paradas "podem ser decisivas" para ganhar a Portugal e garantir o apuramento para os quartos de final do Europeu de futebol feminino, em Inglaterra.

"É um dos elementos importantes do nosso jogo, no qual somos particularmente bons, por isso, amanhã, [domingo], [as bolas paradas] podem ser decisivas", afirmou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão do encontro da terceira e derradeira jornada do Grupo C.

Gerhardsson disse que a Suécia está "habituada" a marcar golos a partir de livres ou pontapés de canto, incluindo contra Portugal (4-0 na 28.ª edição da Algarve Cup), devido à "vantagem da altura".

"Mas Portugal vai estar a treinar para defender as bolas paradas. No jogo com a Suíça [vitória por 2-1] também tentámos apostar nas bolas paradas e não conseguimos", antecipou, salientando a necessidade de as jogadoras suecas fazerem mais movimentações e desmarcações para criar outro tipo de oportunidades de golo.

O treinador reconheceu a evolução de Portugal no futebol feminino, destacando a habilidade técnica e velocidade das jogadoras lusas, e desvalorizou a diferença entre as duas equipas no 'ranking' da FIFA, no qual as nórdicas ocupam o segundo posto e as lusas segue no 30.º.

Uma das favoritas a ganhar o torneio, a Suécia foi campeã em 1984 e chegou aos quartos de final no Europeu de 2017, sendo que Gerhardsson liderou a equipa na conquista de uma medalha de bronze no Mundial Feminino de 2019 e prata olímpica em Tóquio2020.

No entanto, o empate com os Países Baixos deixou em aberto a qualificação no Grupo C, pois tanto Portugal como a Suíça podem passar se ganharem nesta jornada.

"É verdade que estamos numa situação relativamente nova", confiou, ao comentar o facto de a Suécia ainda não ter garantido o apuramento para a próxima fase ao fim dos dois primeiros jogos, admitindo alguma pressão: "O jogo contra Portugal vai ser entusiasmante e, se correr mal, temos de lidar com isso, é a vida".

Suécia e Portugal defrontam-se no domingo, às 17:00, no Leigh Sports Village, em Wigan & Leigh, na região de Manchester, Inglaterra.

Nas duas primeiras jornadas da fase de grupos, a Suécia agora empatou com os Países Baixos (1-1) e ganhou à Suíça (2-1), enquanto Portugal empatou com as suíças (2-2) e perdeu com as neerlandesas (3-2).

Suécia e Países Baixos lideram o Grupo C com quatro pontos cada, mas uma derrota, na última jornada, no domingo, pode abrir caminho para Portugal ou para a Suíça.

Os dois primeiros classificados de cada um dos quatro grupos apuram-se para os quartos de final, em que já estão Inglaterra, Alemanha, França e Áustria.

O Europeu feminino de 2022 decorre até 31 de julho, em Inglaterra.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.