A cerimónia, que agrupará as 32 seleções finalistas da nona edição do Mundial de futebol feminino em oito ‘poules’ vai decorrer no Aotea Centre, na capital económica da Nova Zelândia.

O próximo Mundial de futebol feminino, que ditará a seleção sucessora dos Estados Unidos no palmarés de vencedores, começa no dia 20 de julho de 2023 em Auckland, e termina um mês depois, em 20 de agosto, em Sydney.

Além das duas seleções anfitriãs, já garantiram presença na fase final da competição as equipas de Espanha, França, Japão, Filipinas, China, Coreia do Sul, Suécia e Vietname.

A seleção portuguesa, que recentemente foi ‘repescada’ para a fase final do Euro2022 em substituição da Rússia, banida após a invasão armada à Ucrânia, está a disputar o apuramento para o Mundial2023, integrada no grupo H da zona europeia.

Com dois jogos por disputar no grupo, Portugal ocupa o terceiro lugar, com 16 pontos, atrás da líder Alemanha, com 21, e da Sérvia, segunda classificada, com 18. A equipa das 'quinas' visita a Sérvia, em 02 de setembro, e quatro dias depois (06) recebe a Turquia, que segue na quarta posição do grupo, com 10 pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.