A FIFA entregou, esta segunda-feira os prémios 'The Best', que premeiam os melhores da temporada 2017/2018. Luka Modric acabou com a dinastia Ronaldo e Messi e foi eleito Melhor do Mundo, numa luta ganha a CR7 e Mohamed Salah. Modric arrecadou  29,05 por cento dos votos, contra 19,08 por cento de Cristiano Ronaldo e 11,23 por cento de Mohamed Salah.

FOTOS: Os grandes vencedores da noite

De recordar que, de há uns anos para cá que a votação é dividida de forma igualitária entre quatro grupos: 25 por para os treinadores da seleções; 25 por cento para os capitães da seleções, 25 por cento para um grupo de jornalistas especialistas e 25 por cento para os adeptos, em votação online no site da FIFA.

Depois de se conhecer as votações e quem votou em quem, há algumas curiosidades e escolhas surpreendentes que saltam à vista. O jornal espanhol 'Marca' compilou algumas decisões estranhas de jogadores, jornalistas ou capitães das seleções, na hora de votar nos Melhores do Mundo.

Modric 'esqueceu' Zidane?
Modric, o grande vencedor da noite, deu cinco pontos ao seu selecionador Zlatko Dalic para Melhor Treinador. Mas em segundo lugar, optou por escolher Didier Deschamps, selecionador da França que bateu a sua Croácia na final do Mundial2018. Zidane, seu técnico no Real Madrid até junho, recebeu o seu último voto.

Na Bélgica não gostam de De Bruyne...nem de Roberto Martinez
Kevin De Bruyne estava entre os dez candidatos para Melhor do Mundo mas não recebe qualquer voto da Bélgica. O seu selecionador, Roberto Martinez, votou em Modric, Varane e Messi, por esta ordem. Os belgas De Bruyne mas também Hazard, que estavam nomeados, foram 'esquecidos' por Martinez. Hazard, capitão da seleção belga, também não votou em De Bruyne. Escolheu Modric, Varane e Mbappé.

Também o jornalista belga escolhido para votar nos prémios, Terreur Kristof, não deu qualquer voto aos seus conterrâneos. Em vez de dar os votos a Kevin De Bruyne ou Hazard, que estavam na lista dos dez nomeados, optou por Cristiano Ronaldo, Messi e Modric. E no que toca aos treinadores, ignorou o selecionador do seu país que levou a Bélgica a um inédito terceiro lugar (a melhor classificação de sempre num Mundial) e optou por dar os seus votos a Guardiola, Zidane e Deschamps.

Gareth Southgate não quis nada com Kane
Harry Kane, melhor marcador do Mundial2018 e segundo melhor marcador da Liga Inglesa na época passada, capitão da seleção de Inglaterra, não teve qualquer voto do seu selecinoador. Gareth Southgate escolheu Modric, Varane e Hazard para melhores do Mundo, quando podia ter dado cinco pontos a Kane. Assim não entendeu.

'The Best': Os craques que marcaram presença na Gala

Messi continua sem 'conquistar' a Argentina
O jornalista argentino escolhido para votar nos Melhores do Mundo 'esqueceu' Messi', capitão da Argentina. Enrique Macaya Márquez não deu qualquer ponto a Messi, optando por votar em Modric, Griezmann e Cristiano Ronaldo, por esta ordem. Já nos treinadores, optou por votar no argentino Diego Simeone com três pontos.

'La Pulga' sem interesse pela gala... e pelos finalistas
Messi, que é capitão da Argentina, não votou em qualquer um dos três treinadores finalistas ao prémio. Optou por dar os seus cinco, três e um voto a Enesto Valverde (seu treinador no Barcelona), Guardiola (seu amigo e técnico no Manchester City) e Maximilano Allegri, treinador da Juventus. De recordar que Didier Deschamps foi eleito Melhor Treinador de 2017/2018.

Será que Chiellini não acredita no seu treinador na 'Juve'?
Giorgio Chiellini, capitão da seleção de Itália (um dos grandes ausentes do Mundial2018), não deu qualquer ponto ao seu treinador Maximilano Allegri. O capitão da Juventus e da seleção transalpina optou por votar em Deschamps (campeão do Mundo), Zidane (vencedor da Champions) e Southgate (levou a Inglaterra a um 4.º lugar no Mundial2018).

Nem todos gostam de Cherchesov na Rússia
Antes do Mundial2018, havia muita desconfiança à volta de Stanislav Cherchesov mas o selecionador levou a seleção da casa até aos quartos-de-final da prova. Mas Koshelev Oleg, o jornalista russ escolhido para votar nos prémios, deixou-o fora na lista para Melhor Treinador, optando antes por Deschamps, Zidane e Klopp. Também Akinfeev, capitão da seleção da Rússia, apenas deu um voto para Cherchesov. Os cinco votos foram para Didier Deschamps, Zidane ficou com três votos.

Sergio Ramos ignorou o seu parceiro da defesa merengue

Na hora de votar nos Melhores do Mundo, Sergio Ramos, capitão da seleção de Espanha, não deu qualquer voto a Raphael Varane, com quem faz dupla de centrais no Real Madrid. Apesar de ter ganho a Champions ao lado de Varane e ter visto este ganhar o Mundial2018, Sergio Ramos votou em Modric, Cristiano Ronaldo e Leo Messi para Melhor do Mundo.

De referir que o voto é livre e cada um vota em quem quiser. Mas não deixa de ser estranha algumas opções de capitães das seleções, selecionadores e jornalistas.

Foi assim que acompanhamos a Gala, em direto

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.