Ao longo dos últimos dias surgiram notícias de que Paul Pogba, médio do Manchester United, iria deixar a seleção de França depois de o presidente francês ter declarado que o Islão é a fonte do terrorismo internacional. Segundo vários meios de comunicação do Médio Oriente, o campeão mundial, que se converteu ao islamismo, não teria gostado dos comentários de Macron no discurso de sexta-feira.

Agora, porém, o centrocampista de 27 anos, 72 vezes internacional pela França, negou a notícia, entretanto partilhada por vários outros órgãos de comunicação social.

Pogba recorreu as redes sociais para negar, de forma categórica, tal situação. "Fake News – Inaceitável", escreveu na sua conta oficial no Twitter.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.