Ainda estamos em agosto, mas as principais ligas europeias já estão ao rubro. Com o acréscimo de que esta jornada poderá ter sido a última para muitos jogadores ao serviço do seu clube, numa altura em que o mercado de transferências se encontra na reta final – fecha no dia 31.

Manchester United vence o Leicester City e continua líder da Premier League
Manchester United vence o Leicester City e continua líder da Premier League
Ver artigo

Em Inglaterra, o arranque supersónico do Manchester United de José Mourinho no campeonato valeu-lhe a liderança isolada da Premier League. Três vitórias em outros tantos jogos, este fim de semana diante do Leicester (2-0), a que se junta um impressionante registo de 10 golos marcados e zero sofridos. A vitória diante dos ‘foxes’, de resto, culmina uma semana marcada pelo regresso de Zlatan Ibrahimovic.

Logo a seguir aos ‘red devils’ estão Liverpool, Huddersfield e Manchester City, com sete pontos. A equipa de Klopp goleou o Arsenal (4-0) em Anfield, com uma exibição de encher o olho em contraste com o desnorte dos ‘gunners’, que nem um remate enquadrado com a baliza de Karius desferiram.

Destaque ainda para o triunfo do Manchester City, com Bernardo Silva a titular, no terreno do Bournemouth (2-1), num jogo em que Sterling foi de herói a vilão num ápice: marcou o golo da vitória aos 90+7’, acabando por ser expulso de seguida, por acumulação de amarelos. O campeão Chelsea bateu o Everton em Londres (2-0), com golos de Fábregas e Morata.

Também na capital inglesa, o Burnley voltou a causar ‘estragos’ nos grandes. Depois do triunfo na jornada inaugural em Stamford Bridge, os ‘clarets’ arrancaram agora um importante empate com o Tottenham, em Wembley – casa emprestada dos ‘spurs’ – com um golo do reforço Chris Woods aos 90+2’. Empate foi também o resultado do Watford de Marco Silva, equipa que, de resto, continua sem perder na Premier League, averbando um nulo na receção ao Brighton.

Asensio salva Real Madrid de derrota com o Valência
Asensio salva Real Madrid de derrota com o Valência
Ver artigo

Real já sofre em Espanha

Com menos uma jornada disputada, ainda é dedo para tirar ilações deste arranque de temporada da Liga espanhola, mas já há registo de alguns ‘tropeções’. A começar pelo Real Madrid. Ainda sem Ronaldo, que cumpriu o terceiro de cinco jogos de castigo, a equipa de Zidane ergueu a troféu de campeão alusivo a 2016/17, mas perdeu os primeiros pontos no campeonato (2-2), diante de um Valência em ‘reset’ depois de uma época transata para esquecer. Não fosse o golo de Asensio aos 83 minutos, ele que havia inaugurado o marcador, e os 'merengues' teriam sido derrotados em pleno Bernabéu.

No topo da classificação, Real Sociedad, Barcelona e Leganés contam por vitórias os jogos realizados até ao momento. Os catalães venceram no terreno do Alavés, com dois golos de Lionel Messi (55’ e 66’), a redimir-se da grande penalidade falhada no primeiro tempo. Nélson Semedo não saiu do banco de suplentes, num jogo que marcou ainda a estreia de Paulinho - substituiu Iniesta a dois minutos do fim - outro dos reforços a chegar a Camp Nou esta temporada.

Vídeo: Mónaco não precisou de Mbappé para golear Marselha
Vídeo: Mónaco não precisou de Mbappé para golear Marselha
Ver artigo

Mba quê?

Em França, o único campeonato do top 5 que avança ao ritmo do português, o destaque da quarta jornada vai ao cuidado de FC Porto e Vitória de Guimarães. Isto por causa da goleada do Mónaco sobre o Marselha (6-1), adversários de ‘dragões’ e vimaranenses, respetivamente. Falcao bisou, Rony Lopes e Moutinho assistiram e Mbappé – que não saiu do banco – despediu-se dos adeptos entre aplausos e alguns assobios. Foi a 16.ª vitória seguida da equipa de Leonardo Jardim, que parece não estar nem aí para as perdas nesta janela de transferências.

A liderança, contudo, pertence ao PSG – menor diferença entre golos marcados e sofridos. A equipa parisiense recebeu e venceu o Saint Etiénne por 3-0. Neymar, desta vez, ficou em branco, com os golos a estarem a cargo de Cavani (20’, de grande penalidade, e 89’) e Thiago Motta (51’). À quarta jornada, uma coisa é certa: a luta entre PSG e Mónaco promete.

Itália sem surpresas e um golaço de Bruma na Bundesliga

Seguimos agora até Itália, cujo campeonato também se encontra numa fase embrionária. A hexacampeã Juventus ainda sofreu mas acabou por vencer no terreno do Génova por 4-2 – chegou a estar a perder por 0-2 - com destaque para um hat-trick de Paulo Dybala, avançado que, dizem por aí, não tem valor para jogar num Barcelona ou Real Madrid. A equipa de Allegri leva já sete golos apontados em apenas duas jornadas.

Destaque ainda para o triunfo do Inter em casa da Roma, por 3-1. Dzeko inaugurou o marcador para a formação romana aos 15 minutos, mas Icardi operou a reviravolta na segunda parte, com dois golos em dez minutos (67’ e 77’), confirmada depois por Vecino. Nápoles e Milan – com André Silva no banco - principais candidatos a destronar a equipa de Turim, também venceram, pelo que todos (mais a Sampódria) somam dois triunfos em outros tantos jogos.

À atenção do FC Porto: Bruma fecha goleada do Leipzig com um golaço
À atenção do FC Porto: Bruma fecha goleada do Leipzig com um golaço
Ver artigo

Na Bundesliga, Dortmund, Bayern, Hamburgo e Hannover ainda não perderam pontos nas duas primeira jornadas, mas o destaque vai para a goleada do Leipizig – atenção, FC Porto -  sobre o Friburgo, equipa que chegou a estar em vantagem, mas acabou por sucumbir aos quatro golos da remontada, um deles da autoria de Bruna – um golaço, diga-se de passagem.

Novamente sem Renato Sanches, a vitória dos bávaros em Bremen só chegou a meia-hora do final, com Lewandowski a bisar em apenas três minutos (72’ e 75’). Já o Dortmund recebeu e venceu o Hertha, com golos de Aubameyang e Sahin. Sem grandes dores de cabeça.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.