Fim de semana de emoções fortes para os futebolistas portugueses a competir lá fora: Mourinho desperdiçou uma vantagem de três golos e Gonçalo Paciência estreou-se a marcar com a camisola do Schalke, com Bruno Fernandes, André Silva e Gonçalo Guedes também a faturarem para as respetivas equipas.

Inglaterra

Na Premier League, o Tottenham empatou 3-3 com o West Ham, na 5.ª jornada, num encontro onde a equipa de Mourinho esteve a vencer por 3-0 antes dos 20 minutos. Harry Kane abriu o livro com dois golos e uma assistência em 16 minutos, mas os 'hammers' nunca desistiram e empataram em 12 minutos nos descontos.

O Manchester United goleou em Newcastle por 4-1, mas esteve a perder e virou o resultado, com Bruno Fernandes a marcar, após falhar um penálti. Foi a primeira vez que o português falhou um castigo máximo pelos 'red devils'. Não obstante, o médio acabaria por ser decisivo, ao marcar o segundo golo, aos 86 minutos, numa execução de classe ao colocar a bola no ângulo superior direito da baliza de Karl Darlow, numa jogada de contra-ataque, a passe de Rashford, já com pouco ângulo de remate.

Já o Manchester City regressou aos triunfos ao vencer por 1-0 o Arsenal, em vésperas de receber o FC Porto, para a Liga dos Campeões. Com Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva de início, após terem estado ao serviço da seleção nacional, os ‘citizens' chegaram ao tento da vitória aos 23 minutos, por intermédio de Raheem Sterling, em recarga a um remate defendido por Bernd Leno.

O líder Everton empatou 2-2 com o Liverpool, no dérbi de Merseyside. Os 'toffees' contaram com o internacional português André Gomes entre os titulares, enquanto Diogo Jota entrou aos 78 minutis para render Roberto Firmino nos 'reds'.

A armada portuguesa do Wolverhampton e o Leeds de Hélder Costa encerram a jornada esta segunda-feira (20h00).

Espanha

O Atlético de Madrid somou o segundo triunfo na Liga espanhola, após dois empates a zero, ao vencer no reduto do Celta de Vigo por 2-0. Luís Suárez inaugurou o marcador aos seis minutos, e, já na parte final dos descontos, aos 90+5', Yannick Ferreira Carrasco apontou o segundo, na recarga a ‘tiro’ de João Félix à barra. O internacional português começou no banco e entrou aos 50 minutos para o lugar de Diego Costa, que saiu lesionado.

A Real Sociedad subiu à liderança do campeonato, ao vencer o Betis, por 3-0, em Sevilha. William Carvalho só foi lançado nos andaluzes aos 59 minutos, a render Sergio Canales. Já o Granada, que teve o guarda-redes Rui Silva e o central Domingos Duarte (saiu aos 44 minutos) no onze, bateu em casa o Sevilha de Lopetegui por 1-0.

Um golo de Gonçalo Guedes foi insuficiente para evitar a derrota do Valência por 2-1 em casa do Villarreal, que partilha agora a liderança com a Real Sociedad. O extremo luso marcou aos 37', com um ‘míssil’ de fora de área. Thierry Correia a titular na lateral direita da equipa 'che'.

O Eibar, com Paulo Oliveira e Kevin Rodrigues no onze e Rafa Soares entre os suplentes, não foi além do nulo na receção ao Osasuna.

Numa jornada para esquecer para os ditos 'grandes', o Barcelona sofreu a primeira derrota na prova no reduto do Getafe, por 1-0. Uma grande penalidade convertida por Jaime Mata, aos 56 minutos, foi o suficiente para bater os catalães. Trincão foi lançado aos 80 minutos.  Já o recém-promovido Cadiz conseguiu uma histórica primeira vitória no reduto do Real Madrid, ao bater os campeões em título com um golo de Anthony Lozano, aos 16 minutos.

Itália

Sem Ronaldo, infetado com o novo coronavírus, a Juventus empatou em casa do Crotone (1-1), na quarta jornada da Liga italiana, com Gianluigi Buffon a chegar aos 650 jogos no campeonato. A equipa de Turim, agora em quinto lugar com oito pontos, registou o segundo empate em quatro jornadas, com apenas uma vitória em campo: o triunfo frente ao Nápoles foi atribuído por falta de comparência, com os napolitanos em isolamento.

Já o dérbi de Milão pendeu para o lado do AC Milan, graças a um ‘bis' de Zlatan Ibrahimovic, assistido no segundo golo por Rafael Leão. Diogo Dalot não saiu do banco de suplentes. Os 'rossoneri' seguem 100% vitoriosos no topo da tabela da Serie A, com 12 pontos, mais três do que a Atalanta, que, horas antes, foi goleada por 4-1 em Nápoles- Mário Rui foi suplente não utilizado.

Na estreia de Adrien Silva pela Sampdoria, ao entrar aos 58' na receção à Lazio, o novo clube do médio português somou a segunda vitória consecutiva, por 3-0. E a Roma, treinada pelo português Paulo Fonseca, venceu por 5-2 na receção ao Benvento, num embate que esteve a perder e deu a volta ao resultado.

França

O Marselha venceu em casa o Bordéus por 3-1, na sétima jornada da Liga francesa, no dia do 43.º aniversário do treinador, o português André Villas-Boas, antes da estreia na Liga dos Campeões. O jogo correu de feição à equipa do técnico luso, que pôs fim a uma série de quatro jogos sem vencer - está agora em sexto lugar.

L'Équipe escolhe três portugueses para a equipa da jornada em França
L'Équipe escolhe três portugueses para a equipa da jornada em França
Ver artigo

O Lille goleou por 4-0 um Lens que acabou reduzido a nove unidades, resultado que lhe garantiu a liderança do campeonato. Com o capitão José Fonte (saiu aos 82 minutos) e Renato Sanches (até aos 76') titulares, e Xeka em campo a partir dos 65', o Lille não teve problemas em vencer e segue sem perder na Ligue 1, com 17 pontos, mais dois que o Paris Saint-Germain e o Rennes, os mais próximos perseguidores.

O Lyon venceu em casa do Estrasburgo, por 3-2, num encontro que marcou o regresso de Anthony Lopes à competição, depois de ter sido dispensado da seleção nacional por ter estado infetado com COVID-19.

Um penálti de Ben Yedder aos 70 minutos salvou da derrota o Mónaco, que contou com Florentino Luís e Gelson Martins no onze, depois de Mavididi ter adiantado o Montpellier no Principado, aos 51. Os monegascos somaram o segundo jogo sem perder, seguindo no oitavo lugar, com 11 pontos, os mesmos do Montpellier, que ainda tem Pedro Mendes indisponível.

O Nice, com Rony Lopes em campo até aos 83 minutos, subiu ao quarto lugar, ao vencer em casa do Saint-Étienne por 3-1 - chegando aos 13 pontos -, o mesmo resultado que o Nantes logrou na receção ao Brest, afastando-se dos lugares de descida.

Alemanha

Gonçalo Paciência estreou-se a marcar pelo Schalke 04 e garantiu o primeiro ponto à sua equipa na Bundesliga, ao marcar no empate 1-1 com o Union Berlim, no fecho da quarta jornada.

O avançado internacional luso, contratado ao Eintracht Frankfurt no último mercado, começou a partida no banco de suplentes, sendo lançado no segundo tempo, logo a seguir ao golo dos visitantes, apontado por Marvin Friedrich, 55 minutos.

Paciência precisou de pouco menos de um quarto de hora em campo para alcançar o empate, aos 69 minutos, num cabeceamento de rompante ao primeiro poste, após um canto, que permitiu aos ‘mineiros' somarem o primeiro ponto e entregarem a lanterna-vermelha ao Mainz, que continua sem pontuar.

Já a antiga equipa de Gonçalo Paciência, o Eintracht Frankfurt, também empatou 1-1, na deslocação a Colónia, com outro internacional português em evidência. André Silva, que formou dupla de ataque com o ex-sportinguista Bas Dost, inaugurou o marcador aos 45+2 minutos, na sequência de uma grande penalidade sofrida pelo japonês Daichi Kamada, anotando o terceiro tento em quatro rondas da Bundesliga e o 20.º com a camisola do Eintracht.

No segundo tempo, o eslovaco Ondrej Duda aproveitou o espaço concedido pela defensiva visitante e surgiu solto na área, para fixar a igualdade final, aos 55 minutos, garantindo o primeiro ponto do Colónia na prova.

Em Hoffenheim, e com Raphaël Guerreiro em campo a partir do minuto 75, o Borussia Dortmund garantiu a vitória com um tento anotado por Marco Reus aos 76'. O Leipzig lidera a prova com 10 pontos, seguido do Bayern (goleou o Arminia Bielefeld) e do Dortmund, ambos com nove pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.