A FIFA anunciou hoje a suspensão de duas pessoas ligadas ao futebol no Haiti, no âmbito da investigação sobre alegados abusos sexuais a jogadoras jovens.

O organismo que gere o futebol mundial explica que foram “abertos procedimentos formais” contra um homem e uma mulher.

Sob investigação e suspensos por 90 dias estão Nela Joseph, supervisora de um centro de treino feminino, e Wilber Etienne, diretor técnico da federação.

Em maio, a FIFA suspendeu preventivamente o presidente da federação haitiana de futebol (FHF), Yves Jean-Bart, por suspeita de violação de várias jogadoras menores de idade.

Segundo um artigo publicado em abril pelo jornal The Guardian, há testemunhos de que Bart terá violado sistematicamente jovens jogadoras, ao longo de anos.

Apesar das pressões sofridas para guardarem silêncio, alegadas vítimas disseram ao jornal inglês, de forma anónima, que pelo menos duas raparigas acabaram por abortar, na sequência de violações cometidas no centro nacional técnico de Croix-des-Bouquets.

Yves Jean-Bart, de 73 anos, que dirige a FHF há duas, negou todas as acusações.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.