Tendo em conta o favoritismo da equipa do Recreativo do Libolo, vencedor do último campeonato do Girabola, o FC Bravos do Maquis apontou o respeito e a humildade como argumentos para superar o seu adversário na Supertaça, domingo, no estádio dos Coqueiros.

Esta posição foi manifestada pelo treinador do FC Bravos do Maquis, Mariano Júlio, em declarações à Angop, no estádio 22 de Julho, depois de uma sessão de treinos que durou uma hora e 30 minutos e consistiu no aprimoramento da condição física, circulação da bola em campo reduzido e passes curtos a um e dois toques.

Para tal, o técnico disse contar com a dinâmica dos sete juniores promovidos e outros seis jogadores contratados com alguma experiência já no Girabola, como Thikuma, Chay, Ndo, Lami e Yuri. Estes juntam-se a veteranos do clube: Joel, Alvaro, Ikuma, entre outros.

A contratação e promoção de novos jogadores visa cobrir a vaga deixada pelos principais jogadores que deixaram a equipa, depois de descer da I divisão em 2015.

Com este grupo, o FC Bravos do Maquis vai disputar a Supertaça, campeonato provincial do Moxico e o Nacional da segunda divisão, com o objetivo de regressar ao GirabolaZap 2017.

No seu historial, o FC Bravos do Maquis disputa a Supertaça pela primeira vez, após conquista da Taça de Angola diante do Sagrada Esperança da Lunda Norte, por 1-0, dias depois da sua despromoção. O seu adversário é o detentor do referido título.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.