Os dois concorrentes à presidência do Interclube (Angola) optaram pela constituição de uma lista única, onde Alexandre Canelas será o presidente de direção da agremiação do Ministério do Interior.

Miguel António “Camuloji”, outro concorrente ao cadeirão máximo da coletividade, vai manter-se como vice-presidente para o basquetebol, cargo que ocupa ao longo do mandato do cessante, Alves Simões.

O anúncio da junção das duas listas concorrentes foi feito sexta-feira pelos respetivos líderes, onde ambos justificaram a decisão pela necessidade de não dispersar conhecimentos, porquanto perseguem o mesmo objetivo.

Na ocasião, Alexandre Canelas afirmou que no seu projeto conta, em quatro anos, tornar a equipa do futebol na quinta posicionada no ranking africano.

O Comissário da Polícia Nacional, que fez este pronunciamento no Auditório do MININT, em Luanda, no ato de apresentação da lista única, tem igualmente o olhar na competição interna nas mais diversas modalidades.

A sua lista para o quadriénio 2020/24 tem como presidente da Mesa da Assembleia-geral, o General Eugénio César Laborinho, Ministro do Interior, por inerência dos estatutos da própria agremiação.

Constam oito vice-presidentes de direção, com destaque para Miguel António “ Camuloji” (basquetebol), Eduardo Quintas (futebol) e o Comissário Carlos Albino (infraestruturas e equipamentos).

O pleito eleitoral realiza-se no dia 22 de julho próximo, no Instituto Superior de Ciências Policiais e Criminais, em Luanda.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.