O Kabuscorp do Palanca vai ser despromovido, este ano, para o escalão secundário do futebol nacional, face ao incumprimento do prazo de pagamento da dívida ao internacional brasileiro Rivaldo Ferreira, confirmou hoje à Angop fonte federativa.

O facto foi dado a conhecer pelo presidente do Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF), José Carlos, explicando que o clube efectuou o pagamento fora do período determinado pela FIFA, daí que o órgão que gere o futebol mundial determine a sua incondicional despromoção, efectivada pela FAF.

A 20 de fevereiro último, a FIFA orientou para o pagamento ao atleta até 24 de Abril, mas o clube não foi capaz de cumprir o estipulado, tendo pago depois, segundo o responsável.

Por outro, a fonte pronunciou-se sobre o diferendo que envolve o Kabuscorp do Palanca e o TP Mazembe da RD Congo relativo à contratação de Tresor Mputo Mabi, pois a equipa congolesa alega que a parte angolana lhe deve mais de um milhão de dólares.

Segundo José Carlos, a federação angolana tinha recebido também da FIFA, em janeiro deste ano, uma notificação a solicitar igualmente a descida de divisão dos “palanquinos”.

A FAF referiu que não tem qualquer comprovativo de pagamento desta dívida, pelo que o Kabuscorp corre o risco de ser irradiado de todas as provas de futebol nacional e internacional, caso o TP Mazembe volte a queixar-se à FIFA sobre o assunto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.