Depois de derrotas e empates sucessivos na primeira volta do Girabola, o técnico principal do Sagrada Esperança, Paulo Torres, colocou esta quarta-feira o cargo à disposição.

De acordo com José Ramos, vice-presidente para o futebol do Sagrada Esperança, a saída do técnico português, que assinou um contrato válido por uma época, deve-se igualmente ao mau clima no balneário.

O dirigente revelou que havia desentendimento entre os jogadores e a equipa técnica, com alguns atletas a serem bastante protegidos e outros prejudicados, o que motivou uma reunião de emergência durante a qual o técnico decidiu colocar o cargo à disposição.

Enquanto o clube procura um novo treinador, o preparador físico, Rui Oliveira, assumirá temporariamente o comando técnico do Sagrada, coadjuvado pelo antigo defesa do grémio Lunda, Lebo Lebo, Jonny Matumona e Hidrox Estanislau.

O Sagrada Esperança é 12.º classificado, com 10 pontos, fruto de duas vitórias, quatro empates e igual número de derrotas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.