O Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol suspendeu hoje o Kabuscorp do Palanca com dois jogos à porta fechada, no Girabola, devido ao excesso de lotação e atos de vandalismo dos seus adeptos na primeira jornada.

A equipa vai ainda pagar uma multa de 264 mil Kwanzas (cerca de 162 mil euros) pelos atos praticados durante o jogo que terminou empatado a dois, no estádio dos Coqueiros em Luanda.

Quanto ao excesso de lotação, a Federação Angolana de Futebol considera que o Kabuscorp desobedeceu ao decreto presidencial número 241/21, que autoriza lotação dos recintos desportivos não superior a 50%.

No mesmo comunicado, a que a Lusa teve acesso, o Conselho de Disciplina da Federação Angolana de Futebol atribuiu vitória ao Desportivo da Huila, por 3-0, sobre o Progresso do Sambizanga, jogo da primeira jornada interrompido depois de a formação de Luanda ter ficado reduzida a seis futebolistas, após 13 minutos.

O Progresso do Sambizanga apresentou-se no terreno da formação de Lubango apenas com oito jogadores, por falta de licença desportiva de outros seis, tendo ficado sem o mínimo regulamentar para prosseguir em campo com a lesão de Pepe, aos oito minutos, e de Meda, aos 12.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.