O presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), Pedro Neto, afirmou esta terça-feira, na cidade do Lubango, província da Huíla, existirem ainda clubes que utilizam jogadores com idades adulteradas, o que tem retirado alguma competitividade aos campeonatos de formação.

Falando na cerimónia de encerramento do campeonato angolano de futebol em sub-17, ganho pela formação da Académica do Lobito, Pedro Neto disse ser necessário que haja maior nível de organização.

"Constatamos que existem ainda casos que, embora não comprovados, indiciam a utilização de atletas com idades alteradas, pois há meninos que chutam de fora da grande área como se fossem adultos e que fazem carrinhos que até arrepia. Por isso temos que corrigir estas situações", sublinhou.

Pedro Neto manifestou-se, por outro lado, satisfeito com os níveis organizativos implementado pela Associação Provincial de Futebol (APF), que, na sua opinião, soube manter rigor e experiência nos vários domínios.

Segundo o presidente da FAF, assistiram-se boas partidas de futebol, fruto do trabalho de jovens treinadores que começam neste momento a aparecer na camada de formação.

Participaram no campeonato equipas das províncias da Huíla, Luanda, Benguela, Huambo, Bié, Cunene e Lunda Sul.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.