O técnico-adjunto do 1º de Maio de Benguela, Artur Diz, afirmou este sábado que a sua equipa empatou a uma bola porque teve um adversário «bem arrumado» que marcou primeiro e soube gerir o resultado do jogo.

 De acordo ao técnico, que falava no final do jogo, foi um jogo difícil porque se tratava de uma equipa bem arrumada, a jogar no erro do 1º de Maio, que se adiantou no marcador e geriu o golo que marcou.

«É um jogo que ficou para trás, temos que ir buscar nos próximos jogos estes dois pontos perdidos em casa, seja lá onde for», disse o técnico.

Para o presidente do recreativo da Caala, António Mosquito, o objetivo da sua equipa passava pela vitória, mas a verdade do futebol é esta: quem não marca mais golo que o adversário arrisca-se a empatar ou a perder. Mas, estão de parabéns as duas equipas.

 «Vamos continuar a trabalhar, gostei da minha equipa, está viva e acordada. Vamos esperar que na próxima jornada voltemos a vitória e façamos as pazes com os nossos adeptos da Caala», disse.

Referiu que a sua equipa esteve «organizada e com uma dinâmica de jogo de trás para frente e vice e versa».

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.