O PAOK irá começar o campeonato com seis pontos negativos, um castigo imposto pelo Comité Disciplinar da Federação grega de futebol em resultado dos graves confrontos que se verificaram no final da Taça, frente ao AEK Atenas.

O órgão disciplinar determinou que a equipa de Salónica terá menos seis pontos, jogará sete jogos à porta fechada e pagará uma multa de 282.500 euros, enquanto o AEK jogará quatro jogos sem espetadores e pagará 170.000 euros.

Os confrontos entre adeptos dos dois clubes começaram antes do início do jogo, a 06 de maio, no caminho que conduz ao estádio Panthessaliko, em Vólos, e continuaram nas bancadas, com o lançamento de todo o tipo de objetos.

As autoridades tiveram que recorrer a gás lacrimogéneo para acalmar a situação.

As decisões de hoje juntam-se a castigos aplicados a outros clubes de topo na Grécia, nomeadamente ao campeão Olympiacos e ao Panathinaikos, que terão que disputar jogos à porta fechada, também devido a distúrbios provocados pelos seus adeptos.

O Panathinaikos jogará dois jogos sem público, enquanto o Olympiacos terá que o fazer em cinco jogos.

Na Taça da Grécia, o PAOK venceu o AEK, que teve André Simões a titular e Hugo Almeida a entrar na parte final, por 2-1.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.