Era no restaurante Casa Fiore, em Turim, que Cristiano Ronaldo fazia pelo menos duas refeições por semana enquanto representou a Juventus.

David Fiore, o chef de restaurante, recordou o jogador português em entrevista à Gazzetta dello Sport, e falou também do tenista italiano Jannik Sinner, que também é seu cliente.

David Fiore, recorda que em 2020, Cristiano Ronaldo esperou durante 40 minutos por uma mesa no restaurante, acabando por lhe elogiar o caráter.

"Uma pessoa telefona-me para reservar uma mesa de três pessoas para o Cristiano Ronaldo, para as 21h30. Obviamente que digo logo que sim, mas depois penso: 'E agora como faço?'. Eu sabia que já estava cheio, mas tendo em conta o horário, estava a contar com o facto de que uma reserva para as 19h30 terminaria a tempo das 21h30. Para jogar pelo seguro, pedi uma mesa emprestada a um restaurante próximo e coloquei-a num canto. Cristiano, Georgina e o filho mais velho, Cristiano Jr., chegaram às 20 horas. E aí perguntei a mim próprio: 'E agora?' Os clientes ficaram sem palavras, já ninguém falava. E, acima de tudo, ninguém se queria levantar, estavam deslumbrados por CR7. Então, fiz com que o Cristiano se sentasse na mesa de emergência, mas o tempo passou e ninguém se levantou. Cristiano não pestanejou e Georgina e o seu filho com ele. Nessa altura, apercebi-me que o Ronaldo, apesar de ser uma estrela mundial e o melhor jogador do mundo, é antes de mais, um rapaz decente. Posso garantir-vos que já vi pessoas muito menos famosas do que ele saírem ao fim de cinco minutos, e com arrogância, em situações destas. Ele, por outro lado, esperou pela sua mesa durante quase quarenta minutos."

Ronaldo festejou três aniversários no restaurante Casa Fiore.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.