Roger Martínez, Nicolás Benedetti, Richard Sánchez e Leonardo Suárez meteram-se em sarilhos após participarem numa festa que está a dar muito que falar no México. Os quatro jogadores do América celebraram o apuramento para as meias-finais da Champions da CONCACAF com uma festa, sem a presença das suas respetivas companheiras.

De acordo com o jornal mexicano 'Record', a festa, regada com muito álcool, foi organizada a sul da cidade do México e nela marcaram presença, além dos quatro jogadores, algumas bailarinas exóticas. Poucas horas antes, os mesmos atletas tinham estado num churrasco promovido pelo Club América para celebrar a vitória diante do Portland Timbers, antes do importante jogo com o Pachuca no próximo fim de semana, para a Liguilha mexicana.

O mesmo jornal mostrou um vídeo gravado na dita festa com os jogadores a manterem, alegadamente, relações sexuais com as bailarinas.

Escreve ainda o jornal 'Record' que três dos quatro jogadores são comprometidos e têm filhos: Roger vive com a sua esposa e o seu filho de três anos, o mesmo se passa com Richard, que tem um rapaz de dois anos. Nicolás Benedetti foi pai pela primeira vez este ano e vive com a sua mulher e filha.

Além de terem quebrado as regras de prevenção da COVID-19 no país, ao participar numa festa ilegal, Roger Martínez, Nicolás Benedetti, Richard Sánchez e Leonardo Suárez também violaram o protocolo da Liga Mexicana. Os jogadores deverão ser castigados pelo Club América e, por terem estado em contacto com pessoas fora da 'bolha' do futebol profissional, terão de cumprir isolamento profilático e assim desfalcar a equipa nos próximos encontros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.