Os responsáveis do futebol indonésio adiantaram em comunicado não terem uma justificação oficial para este cancelamento do sorteio, mas relacionam a situação com a carta do governador de Bali, Wayan Koster, em que pediu a ausência dos israelitas.

O Mundial de futebol de sub-20 está previsto para o período entre 20 de maio e 11 de junho, em vários locais de Sumatra, Java e Bali, numa competição em que Portugal, que foi campeão do mundo em 1989 e 1991, não estará presente.

O cancelamento do sorteio de sexta-feira segue-se à uma carta enviada em 14 de março ao governo indonésio, na qual se pedia o veto à participação de Israel, considerando que as políticas do país para com a Palestina, não se coadunam com a Indonésia.

O presidente da Federação indonésia de futebol, Arya Sinulingga, disse estar à procura de uma solução com o Ministério dos Negócios Estrangeiros e o da Juventude e Desportos, mas alertou para as consequências de um eventual cancelamento da competição.

Sinulingga deixou claro que um cenário assim poderá levar a Indonésia a ficar de fora de qualquer aspiração a uma outra organização da FIFA e que mesmo as categorias mais jovens do país podem vir a ser excluídas de competições.

O governo da Indonésia, apoiante da causa palestiniana e que não mantém relações diplomáticas com Israel, já disse que não impedirá a participação dos israelitas, mas também garantiu que se manterá “consistente” na sua posição em relação ao conflito.

A Indonésia é o país com mais muçulmanos do mundo e integra a Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), que manifestou interesse conjunto em organizar o Mundial de futebol de 2034.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.