Um golo aos 90+17 minutos permitiu hoje à Argélia vencer o anfitrião Qatar por 2-1 e apurar-se pela primeira vez para a final da Taça das Nações Árabes de futebol, na qual vai defrontar a Tunísia.

Em Doha, os argelinos colocaram-se na frente do marcador aos 59 minutos, por intermédio de Houcine Benayada, só que os qataris conseguiram repor a igualdade em tempo de compensação, aos 90+7, com um tento de Mohammed Muntari.

Quando já nada fazia prever, a Argélia resgatou o triunfo muito para lá da hora, através de Youcef Belaili, que, num primeiro momento, viu o guarda-redes Saad Al Sheeb defender a grande penalidade por ele batida, mas depois não desperdiçou a recarga.

A Argélia vai disputar pela primeira vez a final da prova, depois de ter alcançado o terceiro lugar em duas ocasiões, em 1972 e 1973.

Na decisão da Taça das Nações Árabes, agendada para domingo, os argelinos terão pela frente a Tunísia, que hoje venceu por 1-0 o Egito, treinado pelo português Carlos Queiroz, graças a um autogolo de Amr El Soulia, aos 90+5 minutos.

No mesmo dia, os egípcios vão defrontar o Qatar, em duelo pelo terceiro e quarto lugares.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.