A Liga de futebol de Chipre da época 2019/20 foi hoje cancelada, devido à pandemia de covid-19, com a federação cipriota a definir como representantes nas competições europeias em 2020/21 o Omonia, Anorthosis, APOEL e Apollon.

A decisão, hoje anunciada, deveu-se à recusa de uma série de protocolos sanitários propostos a um grupo de trabalho composto por especialistas em saúde pública, cujas exigências se tornaram intransponíveis, segundo a federação, entre as quais a quarentena obrigatória por duas semanas de toda a equipa em caso de teste positivo a um dos seus jogadores.

A Liga vai ainda crescer para 14 representantes em 2020/21, uma vez que sobem duas equipas, mas não descerá nenhuma de divisão, sem atribuição de campeão e com os primeiros quatro classificados indicados para as provas da UEFA.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 302 mil mortos e infetou mais de 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França e dos Países Baixos foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede na Alemanha, Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.