Em Santander, as duas equipas chegaram ao intervalo empatadas com um autogolo para cada lado (Valeron "enganou-se" aos três minutos e Moraton "imitou-o", aos oito), mas Jurado desfez a igualdade para os forasteiros, aos 51.

Mesmo reduzido a 10 unidades, por expulsão de Christian (69), o Racing Santander deu a volta ao marcador perto do final, por Xisco (89) e Tchite (90), mas o triunfo acabou por ser insuficiente para a equipa da casa fugir à eliminação.

Do lado da formação da capital espanhola, Tiago foi titular (cedeu lugar a Raul Garcia, aos 59 minutos) e Simão Sabrosa entrou em campo, aos 66, rendendo José António Reyes.

Com este resultado, o Atlético Madrid, treinado pelo ex-benfiquista Quique Flores, junta-se ao FC Sevilha, que quarta feira afastou o Getafe, naquela que será a primeira final da Taça da Rei disputada entre as duas equipas.

O Atlético Madrid conquistou por nove vezes a competição, a última em 1996, enquanto o FC Sevilha somou o quarto troféu em 2007.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.