O Betis igualou hoje o Atlético de Madrid no terceiro lugar da Liga espanhola de futebol, ao empatar 1-1 na receção ao Sevilha, num dérbi ‘quente’ da 13.ª jornada, que terminou com mais expulsões (três) do que golos.

O Bétis inaugurou o marcador aos 43 minutos, graças a um anedótico autogolo de Jesus Navas, no curto período em que esteve em superioridade numérica, na sequência da expulsão do argentino Montiel na equipa visitante, aos 38, apenas 10 antes de o francês Fekir receber idêntica admoestação, aos 45+3.

O cenário inverteu-se no início da segunda parte, com os anfitriões a ficarem reduzidos a nove jogadores, na sequência da expulsão de Borja Iglésias, aos 49 minutos, mas o rival citadino só conseguiu igualar aos 82, por intermédio de Gudelj.

O internacional português William Carvalho foi titular no meio campo do Betis e até foi o autor do passe que provocou o desequilíbrio na defesa visitante no lance que resultou no autogolo de Navas, tendo sido substituído aos 57 minutos, quando a equipa da casa vencia por 1-0.

O Betis, que se poderia ter isolado no terceiro posto, voltou a totalizar os mesmos pontos do Atlético de Madrid, que horas antes tinha registado o mesmo resultado (1-1) na receção ao Espanyol, chegando à igualdade com um golo do avançado internacional português João Félix.

João Félix voltou a não integrar a equipa titular, mas ‘saltou’ do banco de suplentes aos 66 minutos, para o lugar do belga Yannick Carrasco, e marcou o golo dos ‘colchoneros’ pouco depois, aos 78, após assistência do francês Lemar, que tinha substituído o compatriota Griezmann aos 73.

O golo do jogador português limitou-se a minimizar os danos, uma vez que os visitantes tinham inaugurado o marcador aos 62 minutos, por intermédio de Darder, mesmo tendo atuado desde os 28 com menos um elemento, devido à expulsão do uruguaio Leandro Cabrera.

A formação orientada pelo argentino Diego Simeone completou o quarto jogo seguido sem vencer, em todas as competições, cinco dias após ter sido eliminada das provas europeias, ao perder por 2-1 na visita ao FC Porto, em encontro do Grupo B da Liga dos Campeões, conquistado pelos ‘dragões’.

A Real Sociedad, sexta classificada, não foi além de um empate 1-1 na receção ao Valência, mas tem a atenuante de ter jogado desde os 17 minutos com menos um elemento, o defesa Elustondo, que foi expulso, pouco depois se ter colocado em vantagem, com um autogolo de Guillamon, aos 10.

Os portugueses Thierry Correia e André Almeida foram totalistas, respetivamente, na defesa e meio campo dos visitantes, que chegaram à igualdade aos 25 minutos, por intermédio do brasileiro Samuel Lino, ex-jogador do Gil Vicente.

A 13.ª ronda do campeonato espanhol ficou, até ao momento, marcada pela estreia do treinador português Carlos Carvalhal no comando do Celta de Vigo, com uma derrota por 2-1 na receção ao Osasuna, e pela despedida do histórico defesa central Gerard Piqué ao estádio Camp Nou.

Piqué, que anunciou na quinta-feira a decisão de terminar a carreira após a paragem para o Mundial2022, aos 35 anos (14 dos quais no ‘Barça’), disputou o último jogo no recinto do Barcelona, que venceu o Almeria por 2-0 e subiu à liderança da prova.

Os catalães passaram a dispor de dois pontos de vantagem sobre o rival Real Madrid, mas o campeão espanhol e europeu pode recuperar o comando do campeonato caso vença na segunda-feira no estádio do Rayo Vallecano, no encontro de encerramento da jornada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.