O Barcelona goleou o Sevilha por 4-0 em Camp Nou, no jogo que encerrou a 8.ª jornada da Liga Espanhola.

A formação comandada pelo ex-portista Julen Lopetegui esteve muito perdulária e pode apenas queixar-se de si própria, pelas várias oportunidades desperdiçadas. O Sevilha começou muito bem e criou várias oportunidades flagrantes, mas o holandês Luuk de Jong desperdiçou-as (11, 18 e 26 minutos) e, na resposta, em nove minutos, os catalães marcaram três golos.

Num encontro que iria dar a vice-liderança a quem vencesse, os catalães não deram hipóteses à equipa de Julen Lopetegui, que contou com o português Daniel Carriço no onze.

O espectáculo começou logo aos 27 minutos, num pontapé fantástico de Luis Suárez a dar vantagem aos da casa: centro de Nelson Semedo e o uruguaio a rematar, de bicicleta, para o fundo das redes.

O 2-0 dos campeões espanhóis  vai chegar ao 32 minutos num desvio do chileno Arturo Vidal, a concluir uma grande jogada atacante do Barcelona, a lembrar os tempos do 'tiki taka'.

Este estava a ser o melhor momento dos 'cules' no jogo, pelo que o 3-0 não tardou a chegar. Aos 35 minutos, Ousmane Dembelé acelerou, 'sentou' Diego Carlos e concluiu com o pé direito, fazendo o 3-0.

No início da segunda parte, De Jong voltou a falhar uma ocasião ‘enorme’, atirando, isolado, ao poste direito, aos 49 minutos, e, partir daí, o Sevilha deve ter ‘percebido’ que não era dia, definitivamente, para faturar em Nou Camp. Por seu lado, o FC Barcelona começou a criar oportunidades para aumentar a vantagem, que viria a chegar pouco tempo depois.

Aos 78 minutos, Lionel Messi fechou as contas do jogo, na transformação de um livre direto, fazendo o 4-0.

O central luso Daniel Carriço ainda recuou para a linha, tentando ajudar Vaclik a evitar o golo, mas o ‘The Best’, ao quinto jogo da época e terceiro como titular, marcou mesmo, o que não acontecia, pelo ‘Barça’, desde 25 de maio.

Messi apontou o seu 37.º golo em 38 jogos face ao Sevilha, frente ao qual conta 29 tentos em 26 embates para a Liga espanhola.

Aos 89 minutos do encontro o Barcelona perdeu dois jogadores, expulsos com vermelho: Dembelé foi expulso com duplo amarelo, Nestor Araujo viu vermelho direto.

O ‘Barça’ soma 16 pontos, menos dois do que o Real Madrid (4-2 ao Granada, no sábado) e mais um do que o Atlético de Madrid, de João Félix (saiu aos 61 minutos), que se ficou por um ‘nulo’ em Valladolid – o terceiro nos últimos quatro jogos na prova.

A Real Sociedad também podia ter chegado aos 16 pontos, mas perdeu em casa face ao Getafe por 2-1, depois de ter estado a vencer, com um tento de Mikel Merino, aos cinco minutos.

Aos 53 minutos, os bascos ficaram reduzidos a 10 unidades, por expulsão de Diego Lllorente, e os forasteiros deram a volta ao resultado, com tentos de Jaime Mata, aos 69, e do sérvio Nemanja Maksimovic já perto do fim, aos 89.

Nos outros jogos do dia, o Maiorca bateu em casa o Espanyol por 2-0 e o Celta de Vigo superou no seu reduto o Athletic por 1-0, graças a um tento de Iago Aspas, aos 74 minutos.

*Artigo corrigido e atualizado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.