Em San Mamés, em jogo da 11.ª jornada, os campeões em título - sem os lesionados Ibrahimovic, Touré e Abidal - inauguraram o marcador, através do brasileiro Daniel Alves (54 minutos), mas a equipa basca não tardou a restabelecer a igualdade, por Toquero (63).

Guardiola lançou Henry para o lugar Xavi, mas o francês nada acrescentou e destacou-se pela vaia recebida, devido ao polémico ajeitar de bola com mão, no lance do golo do empate entre a França e a Irlanda (1-1) que colocou os gauleses no Mundial2010.

O Athletic de Bilbau, adversário do Nacional da Madeira no Grupo L da Liga Europa, deu assim uma preciosa ajuda ao Real Madrid, que bateu o Racing de Santander com um golo solitário do argentino Higuain (22), escasso para o domínio exercido e insuficiente para entusiasmar o público do Bernabéu.

Ainda com Cristiano Ronaldo lesionado e a seguir o jogo na bancada, o Real alcançou a nona vitória no campeonato e passou a somar 28 pontos, mais um do que o Barcelona, enquanto o Sevilha, de Duda, foi ao terreno do Tenerife vencer por 2-0, com golos e Perotti (32) e Renato (48), e segue a três pontos do líder.

Ao invés, o Atlético de Madrid, de Simão, continua no sentido descendente, apesar da substituição do treinador Abel Resino por Quique Flores, e pode cair para o último lugar, se Xerez e Málaga vencerem os seus compromissos.

Na Corunha, o argentino Aguero (03) deu vantagem madrugadora ao adversário do FC Porto na Liga dos Campeões, mas Colotto (20) e Guardado, atrvés de uma muito contestada grande penalidade já em período de compensação (90+6), deram a vitória ao Deportivo, de Zé Castro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.