Os cardiologistas do Hospital Clínico de Salamanca anunciaram hoje ao futebolista espanhol Miguel Garcia que não poderá voltar a jogar futebol, depois de ter sofrido um enfarte durante o jogo com o Betis, no domingo.

Baltazar Sánchez assegurou à agência de notícias espanhola EFE que tentaram “fazer ver” ao jogador que “depois do que viveu ontem (domingo) no estádio Helmántico, o facto de não poder jogar é o menos mau”.

Miguel Garcia sofreu domingo um desfalecimento durante o jogo entre o Salamanca e o Betis, dos portugueses Ricardo e Miguel Lopes, aos 56 minutos, provocado por um enfarte cardíaco.

Após rápida intervenção dos médicos de ambas as equipas e membros da Cruz Vermelha, o futebolista conseguiu recuperar o conhecimento, depois de estar “25 segundos morto”, como afirmou domingo o médico do Salamanca, José Ignacio Garrido.

A primeira reacção de Miguel Garcia, ao conhecer a novidade de que não poderá voltar a jogar futebol, foi de “dor, mas com resignação”, segundo indicaram fontes médicas.

Quando o médio natural de Albacete chegou ao Hospital Clínico, e depois de realizar vários exames médicos, comprovou-se que a origem do desfalecimento foi um enfarte, o que levou os médicos a colocarem-lhe um ‘stent’ numa das suas artérias.

O jogador passou a noite na Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) do centro hospitalar e, segundo assegurou José Ignacio Garrido, a sua evolução “é positiva”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.