Javier Tebas, presidente da La Liga, pronunciou-se esta segunda-feira sobre a demissão de Luis Rubiales da Federação espanhola, na sequência do polémico beijo na boca da jogadora Jenni Hermoso, após a final do Mundial feminino.

"Não vou falar porque quero ouvir a entrevista de duas horas que ele deu. Vou esperar pelas suas declarações e não vou dar a minha opinião sobre a sua gestão, porque essa já é conhecida. O dano na reputação que está a provocar no futebol espanhol é tremendo. A demissão de Rubiales é a maior notícia na história dos meios digitais, maior até que o 11 de setembro", disse Javier Tebas.

Questionado sobre se esta polémica poderá afetar a candidatura da Espanha à organização do Mundial de 2030, da qual Portugal faz parte, Javier Tebas não tem dúvidas: "É claro que a Argentina e o Uruguai podem beneficiar do que aconteceu."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.