As autoridades sanitárias catalãs recusaram um pedido do Barcelona para poder contar com 30 mil adeptos no jogo da próxima semana, da Jornada 1 da fase de grupos da Liga dos Campeões, frente ao Ferencvaros, e na receção ao Real Madrid, agendada para 24 de outubro. O primeiro 'El Clásico' da temporada vai assim decorrer mesmo à porta fechada.

"Com a situação atual  é muito difícil para nós considerar que pode haver público. Não podemos garantir que seja assim durante toda a temporada, mas o certo é que para os dias 20 e 24 de outubro é impossível", disse Alba Vergés, conselheira regional da Saúde da Catalunha à 'Ràdio Catalunya'.

No plano enviado pelo Barcelona ao governo catalão figurava a ideia de contar com 30 mil pessoas em Camp Nou, equivalentes a pouco mais de um terço da capacidade total do recinto. O rápido aumento de casos de coronavírus na Catalunha, porém, levou a que tal plano fosse assim prontamente descartado.

Vai ser, assim, um Barça-Real bem diferente do habitual, e os adeptos que vivam na Catalunha não vão poder sequer assistir ao encontro, como é tradicional, no seu bar de eleição, uma vez que as autoridades locals decretaram quarta-feira o encerramento de todos os estabelecimentos de restauração durante 15 dias, de forma a tentar travar a curva de contágios pelo novo coronavirus. E quem tenha a felicidade de contar nos seus lares com a plataforma do serviço pago de televisão que transmitirá o jogo não poderá convidar mais do que cinco amigos para verem o encontro consigo, dada a proibição de reuniões de mais do que seis pessoas em todo o território.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.