Florentino Pérez, presidente do Real Madrid, voltou a falar sobre a criação de uma Superliga Europeia e considerou que é preciso inovar.

"Nada voltará a ser igual. A pandemia mudou tudo. Tornou-nos mais vulneráveis e o futebol não escapa. O futebol precisa de fórmulas que o tornem mais competitivo e emocionante. O Real participou em todas as inovações e sempre protegeu as mesmas no nosso desporto", referiu por videoconferência durante a Assembleia Geral dos merengues.

"Sem todas as mudanças que foram sendo feitas, o futebol nunca chegaria onde chegou hoje. Precisamos de uma nova mudança. O futebol tem que fazer frente a isto. É isso que o Real Madrid procura. Os próprios adeptos já estão saturados do calendário desportivo. Há jogadores que se lesionam por causa disto. A reforma do futebol não pode esperar. Temos a responsabilidade de lutar por isto. As novas gerações consomem mais conteúdos", acrescentou.

A ideia é criar uma nova prova na Europa com 18 equipas dos cinco principais campeonatos (Inglaterra, Alemanha, Espanha, Itália e França), prova essa que arrancaria em setembro de 2022.

Barcelona, Atlético Madrid, PSG, Inter, Bayern, Liverpool, Manchester United são outros dos clubes interessados em participar.

A nova competição, que chamar-se-ia European Premier, seria realizada com o financiamento de um banco de Nova Iorque, o JP Morgan, de cinco mil milhões de euros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.