Ao perder em casa com o Villarreal por 2-3, o Sporting Gijón viu praticamente confirmado o pior cenário: a descida de divisão.

Os adeptos presentes no Estádio El Molínón é que não se conformaram com o resultado deste jogo e as consequências do mesmo. Um pouco de tudo foi arremessado para o relvado. Isqueiros, garrafas de água, moedas, tudo serviu para manifestar o desagrado.

Só um milagre salvará os de Gijon que estão nesta altura com 34 pontos, a seis do Rayo Vallecano, a primeira equipa acima da linha de água. 

Basta o Rayo Vallecano empatar com o Maiorca, esta quarta-feira, para o Gijón ficar automaticamente despromovido. 

Os golos da vitória do submarino amarelo foram apontados por Mario Gaspar (19’), Marcos Senna (43’) e Hernán Perez (56’). Já os insuficientes golos do Gijón foram apontados por Lora (40’) e Gálvez (85’).

Castro, emprestado pelo FC Porto ao Gijón, entrou nos últimos 15 minutos do encontro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.