O Atlético de Madrid empatou (1-1) esta quinta-feira no reduto do Deportivo, em encontro da 25.ª jornada da Liga espanhola de futebol, e falhou a aproximação aos lugares cimeiros da tabela classificativa.

O romeno Florin Andone adiantou os homens da casa aos 13 minutos, com o francês Antoine Griezmann a empatar, aos 68, deixando os ‘colchoneros’ na quarta posição a 11 pontos do líder FC Barcelona, 10 do Real Madrid, que tem menos um jogo, e seis do Sevilha, anfitrião ainda hoje do Athletic.

O resultado deixa o Atlético mais longe da possibilidade de chegar ao título espanhol, depois da goleada do Barcelona ao Sporting de Gijón (6-1), na quarta-feira, que deixou os catalães na liderança à frente do Real Madrid, que empatou 3-3 em casa com o Las Palmas, sendo salvo da derrota graças a dois golos de Cristiano Ronaldo aos 86, de penálti, e 89.

O ponto conquistado deixa a equipa da Corunha, que somou o oitavo encontro consecutivo sem ganhar, no 17.º posto, o primeiro acima da ‘linha de água’, com um total de 20, mais um do que o Granada, que é 18.º.

No Riazor, o arranque do ‘Depor’, que contou com Luisinho em campo até aos 82 minutos, surpreendeu os forasteiros, que durante a primeira parte não conseguiram suster as várias investidas ofensivas.

Florin Andone marcou aos 13 minutos e adiantou a equipa agora comandada por Pepe Mel, que, na estreia, até podia ter marcado mais golos na primeira parte, não fosse alguma falta de pontaria dos avançados e os esforços do guarda-redes esloveno ex-Benfica Jan Oblak.

Na segunda parte, os homens de Diego Simeone começaram a reagir e assumiram o jogo, tendo rematado ao poste instantes antes do golo de Griezmann, aos 68 minutos, num remate de fora da área que não deu hipóteses ao argentino Lux.

Depois de restabelecer a igualdade, o encontro tornou-se mais repartido ainda que o ascendente continuasse do lado dos visitantes, que ainda assim tiveram dificuldades em criar oportunidades claras de golo e não conseguiram chegar à vantagem até final.

Perto do final, o jogo ficou marcado por um lance em que Fernando Torres chocou com Bragantiños e caiu inanimado no relvado, obrigando a entrada imediata das equipas médicas.

O internacional espanhol saiu do relvado em maca, depois de assistido em pleno relvado, mas, segundo afirmou no final o seu companheiro de equipa Filipe Luis, as notícias são animadoras em relação ao seu estado de saúde.

Os ‘colchoneros’, que já haviam esgotado as substituições, jogaram os últimos minutos reduzidos a 10 unidades.

*Artigo atualizado às 22h20

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.