O futebolista internacional espanhol José Maria Gutiérres “Guti” fechou hoje um ciclo de 24 anos no Real Madrid com uma emotiva despedida do clube e, controlando as lágrimas, afirmou que o seu coração estará sempre em Madrid.

Ladeado pelo director geral do clube, Jorge Valdano, Guti não quis anunciar ainda o seu próximo destino, os turcos do Besiktas, e disse adeus ao clube da sua vida rodeado dos seus familiares e melhores amigos.

“Agradeço ao clube como se portou comigo nestes 24 anos da minha vida, com etapas boas e outras complicadas, mas no final consegui uma das coisas mais importantes para mim num clube tão importante, que foi crescer com eles e sentir-me madrileno. Continuarei a jogar, mas o meu coração estará sempre em Madrid”, disse.

O médio de 33 anos estará a estudar a hipótese de aceitar a proposta do Besiktas, clube turco cuja equipa é dirigida pelo alemão Bernd Schuster, antigo treinador do Real Madrid (2007/08).

O emblemático jogador do Real, que fez toda a sua carreira em Madrid e pouco jogou na época passada, não faz parte dos planos do novo treinador do clube, o português José Mourinho.

Com os “merengues”, Guti conquistou cinco títulos de campeão de Espanha (1997, 2001, 2003, 2007 e 2008) e três Liga dos Campeões (1998, 2000 e 2002), tendo marcado 86 golos em 542 encontros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.