A Liga espanhola de futebol apresentou hoje uma queixa por escrito ao Comité de Competição da Federação (RFEF) e à comissão antiviolência, na sequência dos insultos racistas ao jogador do Athletic Bilbau Iñaki Williams.

O organismo presidido por Javier Tebas indica que a denúncia diz respeito ao momento em que o avançado da equipa basca foi substituído, à passagem do minuto 69, no encontro de sábado, no reduto do Espanyol, tendo sido insultado por adeptos locais “sem determinar o número de pessoas que gritaram, cerca de 10 segundos, uh uh uh uh”.

Os responsáveis da ‘La Liga’ referem ainda que a onomatopeia imita o som de macacos e que é “notoriamente utilizada indevidamente com espírito racista”.

Contudo, a Liga Espanhola acredita que se tratou de um “caso isolado” e enalteceu o comunicado hoje publicado pelo clube catalão a repudiar o sucedido, tendo identificado 12 adeptos.

Os 12 implicados estavam fora da zona da claque, sendo que nove são sócios e três compraram bilhete para este encontro.

O Espanyol, que admite a possibilidade de expulsar estes associados, comunicou que vai enviar o relatório à Comissão de Disciplina Social, que tomará medidas após analisar a situação.

O clube catalão vai igualmente ceder os dados às entidades policiais, caso exista alguma responsabilidade penal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.