A Liga Espanhola regressa esta quinta-feira, com o dérbi da Andaluzia entre o Sevilha e o Bétis mas sem público nas bancadas, tal como aconteceu nas ligas que já recomeçaram como Portugal e Alemanha. Nesta primeira ronda, os jogadores serão surpreendidos ao minuto 20 de cada jogo: do sistema de sons dos estádios irá ecoar palmas e mais palmas. O objetivo é homenagear outros heróis na luta contra a COVID-19.

"Esta será uma novidade na Liga Espanhola que, penso, não aconteceu em mais nenhuma liga. Outras poderão seguir este exemplo. Aos 20 minutos de jogo, teremos aplausos infinitos a saírem do sistema de audio dos estádios, em homenagem ao pessoal sanitário [na luta contra a COVID-19]. Porquê o minuto 20? Porque em Espanha se aplaudiu os médicos e enfermeiros às 20h00 para lhes agradecer pelo seu trabalho", explicou Blanca Ochoa, responsável da La Liga em Portugal, numa conversa virtual com alguns jornalistas portugueses.

Espanha também adoptou um rigoroso protocolo sanitário, que deverá ser seguido, de forma a evitar riscos de contágio pela COVID-19. Os jogadores serão testados várias vezes e, ao mínimo sinal (tosse, espirros, constipação, febre), serão isolados dos colegas.

Blanca Ochoa foi questionada sobre a situação dos assintomáticos (pessoas contraíram o vírus mas que não mostraram qualquer sintoma da doença) mas garantiu que, com a quantidade de testes feitos aos jogadores em tão pouco tempo, é improvável haver um atleta com vírus em campo, capaz de infetar outros jogadores.

Outra das novidades será os painéis visuais nos estádios vazios, a simular a presença de público. A Liga Espanhola vai aproveitar o facto de não haver público nas bancadas para testar novas soluções ao nível das transmissões televisivas, com novos ângulos nas transmissões.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.