"Não há explicação, porque o grupo trabalhou bem. É uma vergonha, espero que os madrilenos nos desculpem", confessou Manuel Pellegrini, após a partida da Taça do Rei, visivelmente agastado com o resultado.

O técnico do Real Madrid garantiu que tinha estudado o adversário, mas assume a responsabilidade pelo pesado desaire. "Temos de dar a cara. A equipa treinou bem, estivemos concentrados e a preparação foi boa, mas o Alcorcón jogou muito bem. Vimos o adversário 3200 vezes. É uma equipa com uma motivação tremenda e capaz de jogar ao mais alto nível. Vi os seus últimos jogos, tínhamos informações, mas jogaram muito bem", reconheceu Pellegrini.

Todavia, questionado sobre uma eventual demissão do comando da equipa técnica, o chileno foi taxativo na recusa desse cenário: "Nem hoje, nem amanhã. Isto tem solução." 

Também o director geral do clube, Jorge Valdano, assinou por baixo o pedido de desculpas de Manuel Pellegrini. "Temos que sair daqui com profissionalismo. Não é o momento para falar de demissões, confio na seriedade dos jogadores. Esta foi uma noite triste, mas será um momento de viragem", reiterou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.