O emblema 'che' emitiu no sábado à noite um comunicado em que revela que o presidente do clube, Anil Murthy, tem recebido chamadas telefónicas a ameaçá-lo de morte.

"Os serviços jurídicos do Valência CF colocaram à disposição da polícia as graves ameaças, algumas delas de morte, recebidas nas últimas horas no telemóvel do presidente [Anil Murthy], para as possíveis consequências criminais que podem daí advir", pode ler-se na nota.

A revelação do Valência surgiu poucas horas depois da vitória do emblema espanhol sobre o Alavés por 2-1, numa partida em que o internacional português Gonçalo Guedes não chegou a sair do ‘banco’.

O início de temporada do Valência tem sido conturbado, principalmente depois do despedimento de Marcelino Toral. A imprensa espanhola garantiu ainda que tanto o presidente do clube como Peter Lim foram contestados durante todo o encontro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.