O Reus, clube da segunda divisão espanhola de futebol em que jogam os portugueses Ricardo Vaz e Luís Gustavo, pagou hoje três salários em atraso a 12 dos 19 futebolistas da equipa principal, evitando as suas rescisões.

Depois de terem, na sexta-feira, anunciado a intenção de rescindir em bloco, devido aos salários em atraso e à complicada situação financeira do emblema catalão, os futebolistas vão continuar no clube, uma vez que a saída unilateral já não é possível à luz do regulamento da Liga espanhola.

Dos 19 futebolistas, restam sete que ainda têm três meses em atraso, uma situação que se alastra à equipa técnica e aos trabalhadores de várias funções na formação, que segue em 19.º na segunda divisão, em lugares de descida.

A situação financeira do clube é delicada, com cerca de cinco milhões de euros em dívida e dezenas de salários em atraso, o que poderá ainda levar à saída dos catalães do futebol profissional, caso os problemas persistam.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.